Como escrever no Blog

Se você quiser escrever no blog, é só mandar texto, foto ou vídeo para os emails abaixo...
psf.perpetuo@hotmail.com ou f_velasques@yahoo.com.br
Seja amigo(a) do PSF Perpétuo no Orkut!

Seguidores

sábado, 15 de agosto de 2009

Benefícios da Amamentação

Quando o assunto é amamentação, ela é referência para qualquer dúvida. A pediatra e chefe da Divisão de Programas de Saúde da Prefeitura de Teresópolis, Conceição Salomão, esteve na RÁDIO TERESÓPOLIS esta semana onde voltou a abordar o tema. Dentro dos eventos pela Semana Mundial da Amamentação, ela respondeu perguntas dos ouvintes e da equipe, esclarecendo muitas dúvidas.
Confira os trechos mais importantes da entrevista:

Amamentação é um benefício para mães e bebês – O benefício começa na criação do vínculo mãe e bebê. Há uma troca de olhares. A mãe passa o amor e recebe de volta. Fisicamente, para a mãe, a amamentação ajuda a reduzir o corpo; é uma forma de prevenção ao câncer de mama e de ovário; e também reduz o tempo de sangramento pós-parto.
Álcool e fumo são prejudiciais – O fumo prejudica muito o bebê. Ele tem um componente que vai direto para o leite da mãe e consequentemente para o bebê. O caso do álcool é ainda mais grave. Todo o álcool consumido pela mãe vai direito para o leite. Já tive casos de bebês em coma alcoólico por que a mãe bebeu muito e amamentou em seguida. Quanto maior o teor alcoólico da bebida, mais o bebê consome junto. No caso dos remédios, estudos apontam que cerca de 2% do medicamento pode chegar ao bebê. Neste caso o ideal é conversar com o médico que receitou. Há casos em que os médicos nos consultam para saber sobre determinada droga que pode ou não ser prejudicial para o bebê.
Importância da amamentação – O leite materno é seguro, é limpo, vai da fonte para o consumidor, sem intermediário e sem atravessador. É rico em elementos que vão proteger o bebê contra alergias e infecções. Protege ele também de doenças crônicas no futuro, como diabetes, hipertensão e obesidade. O leite humano tem mais de trezentos elementos vitais. É uma substância viva. A mãe produz o leite ideal para as necessidades do filho, não importa se ele for prematuro, pequeno ou grande. É sob medida. Hoje em dia nem se recomenda mais que uma mãe amamente a criança de outra mulher.
Tempo ideal – A recomendação do Ministério da Saúde, que acata a Assembléia Mundial da Saúde, é de que a amamentação seja feita exclusiva, sem chá, água ou suco, até os seis meses de vida. Depois, até os dois anos, deve ser complementado com alimentos da preferência da família.
Banco de Leite – É importante na ausência da possibilidade da mãe amamentar. O leite é mantido pela sucção do bebê ou pela retirada através da ordenha. Essa ordenha pode servir o próprio filho ou ser doado para um banco. Lá o leite é pasteurizado, isentado de todos os germes e vai ser dado a um bebê que precisa. O banco de leite salva milhões de vidas.
Flacidez seios – É um mito. Na realidade, a pele é um tecido elástico e, com a idade, a tendência é de flacidez. Mas isso não é provocado pela amamentação. Pelo contrário, quando a mulher está amamentando, faz um exercício de redução e de aumento de volume, o que provoca um exercício muscular que fortifica o seio. O cirurgião plástico Ivo Pitangui, que é uma referencia mundial, disse numa palestra que o seio mais bonito que ele tinha visto era o das mulheres que estão amamentando.
Segundo Conceição Salomão, que leva também seu trabalho à outras cidades através de palestras sobre o tema, todas as unidades de saúde do município estão prontas para atender e orientar as mães. Casos mais complicados são enviados para ela, no Centro Materno Infantil, que funciona no Hospital Nossa Senhora de Fátima, na Várzea. Qualquer dúvida deve ser levada ao médico e, se possível ao Centro Materno, inclusive sobre a decisão de interromper a amamentação. “Teresópolis tem a maior prevalência de aleitamento materno exclusivo até seis meses no Estado do Rio. Hoje, 53% das mães optam por essa forma de alimentação para seus filhos”, comemora a médica, principal responsável pelos números positivos na cidade. Conceição lembra às mães que o Centro Materno Infantil possui um ambulatório específico para a amamentação, que atende de segunda à sexta, das 8h às 17h.

fonte : Teresópolis Jornal, em 07/08/2009.
colaboração: Abel Siqueira.

2 comentários:

  1. Dra. Andréia de Andrade16 de agosto de 2009 16:22

    Parabéns equipe do PSF Perpétuo. Realmente essa repotagem da Dra. Conceição é muito boa. Sem dúvida quando falamos de Dra. conceição nos referimos a trabalho feito com competência e seriedade, com um grande toque de amor. Vocês do PSF Perpétuo e Dra. Conceição são exemplos de profissionis dedicados e acolhedores. Precisamos de mais pessoas no mundo como vocês para fazer a diferença.

    ResponderExcluir
  2. Ainda que não tenha amamentado exclusivamente até o 6 mês, o sobrinho do Dr. Filipe e da Dra. Andréia ainda mama e é super saudável!

    ResponderExcluir